Skip to content

Volta às aulas (Dra. Odeth Oliveira)

25/01/2012

Nas próximas semanas muitas crianças e adolescentes voltarão às aulas e muitos pais voltarão também a sofrer com uma dúvida comum nos consultórios: O que eu mando para meu filho comer na escola?

Bom, antes de mais nada, lembre-se do que as nossas avós diziam: “É de menino que se torce o pepino!” Quanto mais cedo inserirmos hábitos alimentares saudáveis no dia-a-dia das crianças, melhor, mas não se desespere, nunca é tarde para mudar um padrão alimentar!

Na hora de decidirmos o que colocar na lancheira das crianças, primeiro analise como é o seu filho. Se seu filho está acima do peso, talvez o ideal seja investir em frutas, mas não o faça passar fome, apenas controle a alimentação de maneira moderada, sem pressioná-lo e sem interferir no crescimento e desenvolvimento dele. Se a criança tem o peso adequado, mas tem tendência ao ganho de peso, as futas também podem ser uma boa opção. Crianças que tem o peso adequado, com um gasto energético alto e/ou com tendência a perder peso, podem ter um lanche mais reforçado como por exemplo: um suco de fruta natural ou de polpa de preferência, um sanduíche com queijo branco ou geléia de fruta sem conservantes ou manteiga (todos em pequena quantidade!) e feito com pão (se possível integral) e sempre acompanhado de uma fruta. Crianças que comem pouco e têm baixo peso podem comer apenas uma fruta no lanche. Isso mesmo! O truque é tentar fazê-las chegar com um pouquinho mais de fome no almoço e no jantar e comer um pouquinho a mais.

Sempre considere o que a criança fala ao chegar da escola, se sentiu fome, se sobrou lanche, se trocou o lanche com o coleguinha, etc; nunca deixe de conversar com a professora, ela pode saber o que se passa durante o recreio com as crianças e não se esqueça de considerar se seu filho é muito ativo ou não, se faz exercícios ou não na hora de escolher a alimentação ideal para ele.

Evite enviar biscoitos recheados, salgadinhos industrializados, frituras, balas, chicletes, gluloseimas, doces, refrigerantes, etc. Estes alimentos contribuem para o risco de obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, câncer, alergias, etc. Estas doenças têm sido cada vez mais observadas em crianças que ingerem estes tipos de alimentos.

Se seu filho tiver dificuldade em aceitar uma alimentação mais saudável, negocie com ele! Ele leva o que a mamãe mandar durante a semana e na sexta-feira leva o que quiser para a escola. Aos poucos ele vai mudando seus hábitos! Na dúvida e se precisar de ajuda, procure um nutricionista! Boa sorte e mãos à obra!

Fonte: odetholiveira.blogspot.com

Anúncios
No comments yet

Compartilhe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: