Skip to content

O seu filho respira bem? (Dra.Lanusse Mariz)

21/10/2011

Nos primeiros meses de vida de um bebê, um dos problemas que mais preocupam os pais relaciona-se com a dificuldade em respirar.  É frequente que os pais não consigam dormir sossegados nas primeiras noites se não certificarem de que seu bebê dorme tranquilamente e respirando bem.

Essa preocupação deve persistir se o seu filho apresentar a respiração bucal, que é vista como um fato simples, mas que ao passar dos anos, poderá acarretar prejuízos, muitas vezes irreversíveis, como alterações na face, seja muscular e/ou óssea, e alterações de postura e tórax.

A síndrome do respirador bucal pode ser causada por algum tipo de obstrução nas vias aéreas superiores como: hipertrofia das adenóides e de amígdalas, alergias, rinite, sinusite, bronquite, asma, traumatismos faciais ou má oclusão dentária. Outros fatores comuns causadores da síndrome são os maus hábitos como sucção de dedos, chupetas e mamadeiras. Um fato de grande importância é a amamentação, pois a criança que recebe o leite materno ao invés de mamadeiras nos primeiros meses de vida tem mais probabilidade de ser um respirador predominantemente nasal durante a vida. Acredita-se que o que ajuda a criança a respirar pelo nariz são os movimentos de sucção.

Quando uma criança não pode utilizar a via respiratória nasal, é observada a hipofunção dos músculos elevadores da mandíbula levando à abertura da boca (criança que se alimenta somente com substâncias pastosas), lábio superior curto e retraído, hipotonia dos órgãos fonoarticulários (bochecha, língua e lábios), face alongada, e inadequação das posturas orais, acarretando vários problemas como trocas de fonemas na fala, alterações na deglutição, alterações odontológicas (céu da boca profundo e estreito), alterações da oclusão dentária, dentre outros.

Algumas características devem ser observadas nas crianças que apresentam respiração bucal:

  • Língua com postura inadequada (entre os dentes ou para fora da boca);
  • Respiração ruidosa;
  • Ronco e baba noturna;
  • Narinas sempre obstruídas;
  • Olheiras;
  • Posturas anormais (orofacial e corporal);
  • Assimetria facial;
  • Sono muito agitado;
  • Mastigação ruidosa, de boca aberta;
  • Irritabilidade causada por noites mal dormidas, apresentando sonolência ou hiperatividade;
  • Baixo rendimento escolar;
  • Cansaço ou preguiça ao se alimentar, causando redução do apetite;
  • Falta de concentração e atenção;
  • Crianças que não gostam de brincadeiras que exigem maior esforço físico como jogar bola, correr, andar de bicicleta. Pois se cansam com facilidade.

A criança não apresentará, necessariamente, todas as alterações acima citadas, mas é importante que a família esteja atenta para que se possa tratar precocemente.

Tendo em vista a diversidade de sinais e sintomas, o tratamento da respiração bucal deve ser feito com equipe multidisciplinar: médico otorrinolaringologista ou pediatra, ortodontista e fonoaudiólogo.

A intervenção fonoaudiológica tem como objetivo adequar todas as funções orofaciais, normalizar tônus, mobilidade e postura dos lábios, língua e bochechas e principalmente promover a adequação e automatização da respiração nasal.

Qualidade de vida é respirar bem! É respirar pelo nariz!

Dra. Lanusse Mariz
Fonoaudióloga e Especialista em Linguagem

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. Nelcy Fialho permalink
    21/10/2011 17:58

    Achei muito oportuno o tema. Certas pessoas acham que o problema se resolve sozinho ou vai passar com a idade. Ledo engano! Se os pais realmente passarem a observar seus filhos sem tentar minimizar os problemas ditos pequenos ou quase imperceptíveis muito trabalho e sofrimento serão poupados.
    Parabéns pelo blog.
    Nelcy

  2. Sara permalink
    21/10/2011 22:45

    Parabéns Lanusse!
    Excelente matéria!
    Sucesso!
    Beijos,
    Sara

Compartilhe o seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: